ÁREA DO CLIENTE

Como instalar o fusioninventory

Hoje trazemos um assunto mais um tanto mais técnico que é a instalação fusioninventory em sistemas GNU/Linux Debian!

Temos visto muitas pessoas nos grupos de discussão em que participamos tendo dificuldades em instalar o software em sistemas Linux. Então, com base nessa necessidade e alinhada aos objetivos estratégicos da Verdanatech e seu compromisso em fomentar o uso de Softaware Livre no Brasil, escrevemos este pequeno artigo para apoiar a comunidade com esta rotina.

O Básico sobre o fusioninventory

O fusioninventory trata-se de um aplicativo de código fonte aberto e de livre distribuição utilizado em conjunto com o sistema GLPi para realizar o inventário de ativos de um parque de informática. Com o Fusioninventory torna possível aos administradores de rede inventariarem os seguintes itens:

  • Computadores
  • Ativos de Rede
  • Impressoras e
  • Telefones android

A respeito dos computadores, podemos inventariar suas configurações de hardware, softwares instalados, dentre outras coisas mais.

Inventário de computador com o fusioninventory – verdanatech

No que tange ativos de rede, podemos coletar informações como número de série, tráfego em portas, taxa de erros nos quadros ethernet, além de mapear automaticamente, qual ativo está em cada porta (no caso de um switch).

Inventário de ativo de rede com o fusioninventory – verdanatech

Com impressoras, é possível pegarmos até o contador de páginas do equipamento. Sem contar é claro, itens como portas de rede, nível de cartuchos dentre outras coisas.

Inventário de impressora de rede com o fusioninventory – verdanatech

De forma simples e objetiva, podemos dizer que o fusioninventory, se bem administrado, facilita nossa vida na administração do ambiente de TI, sobrando mais tempo para que nós possamos investir em coisas mais importantes.

Sem mais delongas e indo direto ao ponto chave deste artigo, colocaremos abaixo as instruções para instalar o fusioninventory em um sistema GNU/Linux Debian. Estes passos foram testados em sistemas Debian 8 e 9 e CentOS 7.

Primeiro e Único Passo

Todo bom primeiro em sistemas Unix-LIKE envolvem a ação de abrir o terminal e digitar alguns poucos comandos e aqui não será diferente.

Abra o terminal de comandos do seu sistema, entre com o usuário root e siga os comandos:

Explicando os comandos por linha:

1 – O primeiro passo é baixar o script de instalação no repositório da Verdanatech.

2 – Com o script já em seu computador, damos então permissão de execução ao arquivo.

3 – O terceiro comando tem a finalidade de executar o script em questão.

Após essa sabatina de código, o instalado iniciará e fará algumas perguntas sobre o processo de instalação para a correta configuração do ambiente.

A seguir, um pequeno vídeo ilustrando o processo:

Considerações

Esperamos que este pequeno artigo ajude os amigos a alcançarem seus objetivos e com isso possam usufruir dos benefícios dessa excelente ferramenta que tanto apoia a gestão do parque de informática.

Links interessantes:

IntegraGZ – Instalação automática dos sistemas Zabbix e GLPi

Você sabia?

A Verdanatech foi a primeira empresa no mundo a compilar e liberar o Zabbix Proxy 3.4 para o Pfsense e sua comunidade

Que tal uma visualização dos principais recursos do GLPi?


About The Author

Halexsandro de Freitas Sales
Halexsandro de Freitas Sales

Ativo no mercado de tecnologia desde 2002. De 2006 a 2015, atuou em empresas de construção civil de grande porte e no segmento de Óleo e Gás, no Brasil e em Angola . Atualmente, trabalha na Verdanatech Soluções em TI (www.verdanatech.com) na área de gestão e desenvolvimento de equipes, desenvolvimento de produtos, e consultoria. Atua como Professor do ensino superior, ministrando disciplinas como: Gerenciamento de Redes, Gerenciamento de Serviços, Programação em Shell Script, Qualidade de Serviços em Redes, Interconexão de Redes de Computadores e ITIL®, Linux LPI 101 e 102, dentre outras. É autor do único livro sobre Service Desk com GLPI em Português: "Central de Serviços com Software Livre: Estruturando uma Central de Serviços com o GLPI" que está em sua 2ª edição.


Related Articles


Leave a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">
*
*